Borges chama a atenção para o aumento de roubos a carro-forte no Estado

Daniel Borges integra a bancada do PR na Câmara - Foto: Érika Fonseca.

Pelo tempo do Pequeno Expediente, na manhã desta quarta-feira, 16, o vereador do PR, Daniel Borges, registrou o aumento de assaltos ao transporte de valores no Ceará. Segundo o parlamentar, o Estado já ocupa o 5° lugar do país nessa prática.

“No ano de 2016 tivemos cinco assaltos. Em 2017 foram seis. Já neste ano, até o mês de maio já foram registrados quatro assaltos a carro-forte no Ceará”, informou o vereador.

O vereador ainda chamou a atenção para o risco de morte que corre os vigilantes. Borges afirmou que normalmente os carros transportam quatro profissionais e utilizam armamento considerado leve em comparação aos que são usados pelos bandidos.

“Os vigilantes utilizam espingardas calibre 12 ou na maioria revolver calibre 38. Já os assaltantes usam M16, A.47, fuzis que possuem potência com tiro de precisão a 700 metros”, frisou.

Investimento em inteligência e investigação

No grande expediente, Daniel Borges chamou atenção para o aumento de assaltos a carro-forte no Estado. O parlamentar afirmou que uma das maneiras de frear não só assaltos desse tipo, mas outros que acontecem na Capital e no Estado, é investir mais em investigação e inteligência.

“Podem fechar as fronteiras do Estado, aumentar o poder de fogo do Raio ou o número de seus agentes, mas se não houver uma inteligência que investigue todos esses casos, não iremos pra frente. Vejo que na questão da violência existe uma crescente que tenta corrigir esse problema, mas ainda não existe uma resposta pra questão das investigações. A gente não vê os indivíduos caindo, pegam ali um armamento e explodem um local e as vezes são várias ações na mesma região”, destacou.

Colaboração: Felipe Macedo